Cura Reconectiva! O que é?

aa

Eu estou sempre buscando aprender novas formas de conectar nossa mente, alma e corpo e foi aí que me deparei com o estudo do Eric Pearl sobre Cura Reconectiva. Fiz o curso e estou aplicando a técnica.

Cura Reconectiva é uma Cura física, mental e emocional sem nenhum contato físico, proporcionando mudanças na vida da pessoa curada. Ela faz com que você viva de uma forma mais saudável com você mesmo, com as pessoas ao seu redor e com o próprio universo. Proporciona naturalmente o equilíbrio para os desafios físicos, pensamentos e comportamentos autodestrutivos e vícios do dia a dia.

Não é necessário ter fé ou crença para atingir os resultados. As mudanças, ocorrendo em um nível molecular, são visíveis pela mente e sem nenhuma interferência da pessoa que está sendo tratada ou que está tratando.

A Cura não é feita somente em pessoas com doenças, mas sim em todas as pessoas que precisam conectar com si mesmo de uma forma profunda e intensa. Estudos mostram que atletas profissionais que necessitam de um alto desempenho conseguem acessar e maximizar os dotes físicos dentro e fora do esporte.

Porquê algumas pessoas se curam e outras não?
Que fatores determinam estes diferentes resultados?
Essa é uma das grandes perguntas da VIDA.
Algumas pessoas utilizam a doença para obter algo, e outras simplesmente deixam-na partir. Na melhor das hipóteses, utilizamos a doença para aprender algum tipo de lição de vida ou para ensinar essa lição aos outros.
Através deste trabalho, muitas pessoas têm relatado melhorias, incluindo de paralisia cerebral, no entanto, nem todos os que têm paralisia cerebral recebem a mesma cura.
Tal como na medicina, nada é 100% garantido.
Um tratamento pode funcionar para uma pessoa e não funcionar para outra.
Três pessoas podem chegar com os mesmos sintomas e com o mesmo diagnóstico a uma sessão de Cura Reconectiva e provavelmente recebem três resultados diferentes.
Parece depender do que cada pessoa necessita num determinado momento e nesta vida, não podemos entender, porque, não entendemos a inteligência divina.
Então, o nosso papel enquanto praticantes/profissionais da Cura Reconectiva é o de abrir portas.
O papel da pessoa que a recebe é simplesmente ter a coragem de entrar por essa porta.
Abrimos a porta da mesma forma a todas as pessoas.
Não estamos aqui para entender, o amor ou o universo, estamos aqui simplesmente para deixar que essa inteligência atue e faça o que tem que fazer.
ERIC PEARL

Cada sessão da Cura Reconectiva um resultado é obtido. É um novo nível de cura abrindo portas para a evolução humana.

Para mais informações sobre forma de Cura acesse: Karla Kinhirin

yellowmark.1

Qual a melhor panela para usar no dia a dia?

IMG_8082

Um assunto que sempre gera muitas dúvidas nos Cursos de Gastronomia Funcional é qual panela utilizar? Mas no geral não existe uma panela melhor para cozinhar todos os tipos de alimentos. Um tipo de panela pode ser melhor para cozinhar um certo alimento, mas não outro.

Vou falar um pouco de alguns tipos de panelas que são mais utilizadas no dia a dia e para quais tipos de alimentos elas são melhores para cozinhar.

collage

Panela de Ferro: 

  • Reage com a acidez do alimento (tomate, legumes, geléias, feijões), liberando mais ferro para este tipo de alimento.
  • Tempo de uso da panela (quanto mais tempo de uso, mais libera ferro).
  • Libera ainda o manganês.
  • Não guardar alimentos prontos, pois oxidam.
  • Lavar e secar na chama do fogão.

Panela de Alumínio
:

  • 
Quanto mais nova for a panela, mais alumínio libera para o alimento. 
 Panelas novas devem ser fervidas com água de 3 a 4 vezes antes de usar.
  • 
Não cozinhar alimentos que contenham enxofre, como couve, brócolis, espinafre e cebola neste tipo de panela.
  • Contra indicado para frituras. Pacientes com insuficiência renal não devem usar panelas de alumínio.

Algumas fontes de alumínio: picles, queijos, fermentos, água, utensílios e medicamentos.

Panela de Pedra Sabão:

  • Precisam ser curadas antes de usar, pois podem liberar níquel (metal tóxico).
  • Alimentos ácidos e água liberam mais metais.
  • Metais liberados na panela de pedra sabão: ferro, cálcio e magnésio.
  • Não serve para guardar o alimento.
  • Cozinha lentamente e serve para carnes.

Panela de Cerâmica: 

  • As de preparo artesanal podem liberar chumbo e cádmio.
  • Fragilidade, preço alto e pode queimar os alimentos.
  • Atualmente são as mais indicadas quando preparo industrial.

Panela de Cobre: 
 Doces feitos em tachos de cobre podem ser contaminados com o cobre.

Panela de Aço Inoxidável:

  • São ligas obtidas pela fusão com o ferro, possibilitando a migração de níquel para o alimento, assim como cromo e ferro.
  • Reduz a exposição ao metal tóxico com o tempo de uso.
  • Panela nova, ferver água 3 a 4 vezes antes de usar.
  • Evitar alimentos ricos em enxofre (espinafre, couve, brócolis, mostarda).
  • Contra indicado para frituras.

Panelas de Vidro:

  • Preço elevado e muito frágil.
  • Muito aderente, podendo queimar e grudar o alimento.
  • Serve para guardar o alimento.

Revestimento Anti Aderente:

  • Alta resistência a agentes agressivos, insolúvel aos solventes conhecidos.
  • É estável termicamente a temperaturas de até 250º C.
  • Após o aquecimento acima de 250º C pode originar a migração de metais.
  • Favorecem a liberação de aminas heterocíclicas = câncer.
  • Ferver água e fazer molho de tomates.
  • Evitar o preparo de proteínas (carne, leite, ovos, frango, peixe).
  • Destrói a camada de ozônio.
  • Nunca levar ao fogo vazia, pois destrói a camada de revestimento. 

É difícil escolher e saber qual é a melhor panela para usar. Eu indico as panelas de cerâmica, inox e ferro. A de Tefal também pode ser usada, mas lembre-se que se arranhar e sair o tefal, elas devem ser descartadas. Já as de alumínio não devem ser usadas.

Lembre-se: O ideal é guardar os alimentos em recipientes de vidros no lugar de plástico (o plástico libera toxinas nos alimentos).

redmark.1

Como Cultivar Uma Horta Em Casa?

IMG_8112

Sempre incentivo meu paciente a  cultivar horta em casa!

É muito importante tentarmos diminuir a quantidade de agrotóxicos que consumimos no  dia a dia. Já falei (aqui) que o Brasil é um dos maiores consumidores de agrotóxicos no mundo. E falei um pouco de como tentar retirar metais pesados dos alimentos.

Cultivar uma horta em casa requer espaço, dedicação e paciência, mas os benefícios superam qualquer obstáculo.

1° Passo – Escolhendo o local:

A maior parte dos vegetais preferem ambientes arejados (mas com pouco vento) e que sejam ensolarados durante a maior parte do dia.

2° Passo – Escolhendo o tipo de recipiente para o canteiro:

A escolha do recipiente dependerá do espaço disponível. Precisa ter menos de 25cm de altura, exceto quando for cultivar o açafrão (que utilizamos o rizoma), que requer mais de 30cm de profundidade. Além disso, qualquer tipo de vaso a ser utilizado precisa ter furos no fundo para o escoamento do excesso de água.

  • Os vasos são ideais para temperos e rizomas;
  • Os potes podem ser utilizados para o cultivo de temperos e pequenas ervas, inclusive como objeto de decoração;
  • As floreiras são indicadas para quem tem mais espaço, e comportam mais de um tipo de erva, tempero ou vegetal;
  • As garrafas pet vazias também são bons recipientes para o plantio. Podem ser recortadas na forma de vasos, potes ou pequenas floreiras, que podem ser colocadas no chão ou penduradas em muros e paredes;
Captura de Tela 2015-11-05 às 18.15.52
Foto: VPonline

3° Passo – Escolhendo a terra:

A escolha da terra é um passo importante, pois fornecerá todos os nutrientes necessários para o crescimento das plantas. Dê preferência às terras orgânicas e próprias para o cultivo, que já estejam adubadas.

4° Passo – Montando os canteiros:

  1. No fundo do recipiente escolhido, coloque uma camada de argila expandida (pedras);
  2. Acima da argila, coloque uma manta para drenagem ou uma camada de areia;
  3. Coloque uma camada de terra;
  4. Posicione as mudas e preencha o restante com a terra, deixando a planta firme;
  5. Regue bem;

collage

Manutenção:

  • Coloque o dedo na terra para saber se precisa regar. A terra deve se manter úmida, mas não encharcada;
  • A cada 30 dias coloque um pouco de adubo orgânico (húmus de minhoca);
  • Sempre corte as folhinhas a serem utilizadas com uma tesoura. Evite arrancar!
  • Não deixe a água ficar acumulada nos pratinhos ou no chão abaixo do recipiente do canteiro, evitando assim a propagação de insetos;
  • Para combater pragas e insetos em sua horta, borrife nas plantas uma mistura de 100g de citronela, alho ou pimenta-malagueta em 1 litro de água fervente. Quando esfriar, borrife a mistura sobre as plantas, a cada 15 dias;
  • É necessário fazer o replantio quando observar que, mesmo com todos os cuidados, a planta está com o crescimento mais lento, secando ou murchando;

Bom cultivo!

greenmark.1

Alimento Que Não Deve Faltar No Seu Plano Alimentar: Pimenta Vermelha

IMG_4684.1

A Pimenta Fresca contem capsaicina, poderoso antioxidante. Aumenta a secreção de suco gástrico (melhora digestão). Age na prevenção de câncer de próstata (através da capsaicina – quanto mais ardida, mais principio ativo tem a pimenta).  São ricas em vitamina A e C, e melhora a circulação. Por acelerar o metabolismo e ter efeito termogênico, ajuda a emagrecer.

Adoro a pimenta dedo de moça. É ardida no ponto e muito cheirosa. Segue pra vocês uma receita criada pela Ana Vitoria (@anavitoriaaf) no nosso curso de gastronomia que eu  sempre uso. Molho de Azeite com Pimenta, Raspas De Limão e Salsinha – pode ser usado como molho de saladas ou como dips para vegetais, bolinhos, peixes e frango.

AZEITE COM PIMENTA , RASPAS DE LIMÃO E SALSINHA9.1

Ingredientes:

  • Azeite: 1 xícara de chá
  • Raspas de limão siciliano: 2 colheres de sobremesa
  • Pimenta dedo de moça: 1 colher de sopa
  • Salsinha : 1 colher de sopa
  • Sal: pitada

Modo de preparo:

  • Retire a semente da pimenta (se preferir mais picante pode deixar) e pique-a bem; pique a salsinha e misture ao azeite, acrescente as raspas de limão e coloque uma pitada de sal.

redmark.1